Saudade prematura!

Olá!

Estava eu pensando que em 11 meses de vida o Davi já nos proporciona uma saudade prematura. Não, não é a saudade de ficar longe, de sair para trabalhar e ter que deixá-lo, é a saudade daquele ser menor do que ainda é. Em apenas 11 meses ele cresceu, aprendeu coisas e agora bate uma saudadezinha daquele “mini gente” que mal abria os olhos, que dava gemidinhos e espremidinhas com perninhas e bracinhos.
Ontem na hora do jantar eu e meu marido observávamos ele brincar no chão: engatinhava pra lá e pra cá, subia nas coisas, tagarelava alto, ria, enfim…
E então começamos a conversar sobre a velocidade do tempo quando meu marido disse: “Daqui a pouco não vai nem querer saber da gente. Vai crescer e ir pra vida”. Calma papai, ainda vai levar um tempo!!!!
Mas não deixa de ser verdade, então, ele pegou o Ipad e começou a filmar tudo o que ele fazia, qualquer gracinha lá estava ele registrando. Era uma gargalhada, uma travessura ou…nada demais, simplesmente para guardar esse momento lindo que é ter o bebê “só nosso”.
Rimos muito com aquela bagunça. Ok, o Davi nem deu importância, continuou com suas brincadeiras e curiosidades como se nada estivesse acontecendo e nós dois lá, filmando, fazendo caras e bocas igual a bobos!
Mas foi gostoso, foi divertido, pudemos nos entregar e curtir nosso filho inteiramente naquele curto período que temos para ficarmos juntos durante a semana.
Como é bom chegar ao final de um dia de trabalho e sair correndo sabendo que vou encontrar aquele pequeno garoto que transforma minha vida de um jeito gigante.
E ao mesmo tempo em que a saudade vai, ela volta e assim imagino que sempre será!

Viver para aprender!

Saudades de você bem pequenino!

Saudades de você bem pequenino!

🙂