A escolha dos padrinhos:

Hoje vou falar um pouco sobre a escolha dos padrinhos. Esse foi um assunto que me tirou o sono e me preocupou muito. Foi uma decisão muito especial para mim.

Antes de ser mãe, eu não imaginava a responsabilidade e a importância que tem os títulos de “Padrinho e Madrinha”. Meus padrinhos foram ausentes, nem sei como é ter padrinhos. Também tenho que ser humilde e admitir, que eu e meu marido fomos escolhidos para sermos padrinhos de uma criança, num momento em que não éramos maduros suficiente e sequer tínhamos a ideia de tamanha responsabilidade que teríamos e, infelizmente não somos os padrinhos que deveríamos ser. Perdemos até um pouco o contato com a família e isso me deixa muito triste, preciso encontrar um meio de reverter isso, se é que dá tempo. Ou seja, somos o exemplo de “Como padrinhos não devem se comportar” 😦

Enfim, por esse motivo (talvez), essa decisão pesou muito pra mim. Uma coisa apenas eu tinha a certeza: queria alguém da família! Sou muito privilegiada por ter uma família grande, de pessoas queridas e unidas, só para deixar a decisão mais difícil ainda.

Confesso, sou uma pessoa perfeccionista, e não queria ver ninguém magoado comigo, ou falando isso ou aquilo pela minha decisão.

Oito meses de vida do meu filhote já se passava e nada de eu me decidir. Foi aí então que, depois de pensar muito, a resposta era simples. Eu tinha que escolher um casal que fosse importante pra mim e para o meu marido, que fossem próximos a nós – próximos mesmo, nada de “de vez em quando”! Queria também que essas pessoas, fossem carinhosas, que demonstrassem amor ao meu filho, respeito e que eu tivesse a certeza de que participariam sempre da nossa vida e, se ele precisar de algo poderei pedir sem rodeios. E não estou falando de dinheiro não, estou falando de afeto!

E quanto às outras pessoas queridas? Não importa! O que realmente faz a diferença, é a essência das pessoas. Se houver amor verdadeiro pelo meu filho, independente do título a que uma pessoa tenha, ela o dará naturalmente.

O padrinho é meu primo Vinicius, nosso padrinho de casamento, que está sempre junto conosco e ama o Davi. A madrinha, minha prima Jennifer, também nossa madrinha de casamento, uma corujona que vive babando com o Davi e que teve a melhor reação de todas ao ser convidada a batizar o pequeno.

Ahhh, para que fique esclarecido, tudo foi devidamente conversado e decidido em conjunto com o meu marido. Como a família dele é bem pequena, optamos pelo casal do meu lado.

E assim foi a nossa escolha, sempre pensando no bem estar, na segurança e no amor que deverá ser oferecido ao meu filho, nos ensinamentos que deverá ser passado a ele e, muito importante, na FÉ!

 

DSC02873

Anúncios

Uma opinião sobre “A escolha dos padrinhos:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s